Floresta (1)

Ir em baixo

Floresta (1)

Mensagem  Percy Lovegood em Qua Jun 27, 2012 2:11 pm

As árvores tinham uma grande e densa copa. E os trilhos eram tão poucos e irregulares! O perfeito local para uma caça sustentável! As árvores parecem que têm olhos e ouvidos, de noite seria um grande desafio para os habitantes de todos os distritos!

*****
Condições: Noite
Material: Tocha (fornecida pelo governador), arma de ataque e utensílios.
Ponto de partida: Clareira perto da vedação.
Tempo: 3 dias (vida real)
Máximo de criaturas que se pode caçar: 3 de pequeno/médio porte OU 1 de grande porte.

E que comece a caçada! Smile

_________________
Percy Lovegood
Administrador do Fórum
avatar
Percy Lovegood
Admin

Mensagens : 116
Localização : Distrito 5

PANEM - Boletim
Nível:
1/5  (1/5)
Estratégia:
19/1000  (19/1000)
Conhecimento:
20/1000  (20/1000)

Ver perfil do usuário http://thehungergamespt.foruns.com.pt

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Floresta (1)

Mensagem  Percy Lovegood em Qua Jun 27, 2012 2:44 pm

Lá estava eu... na clareira perto da vedação. Estávamos todos em diferentes pontos de partida. Felizmente consegui trazer a minha espada de bronze e a minha corda! Seria muito mais fácil trazer o produto da caça com a corda. A tocha estava espetada no chão, perto de mim. Peguei-a, esbocei um sorriso e corri para o interminável escuro repleto de árvores. Tinha de ter o cuidado de deixar a tocha a arder durante a caça, eram os meus segundos olhos na floresta e serviria muito bem, pois esboçaria as sombras dos animais que pudessem estar fora do meu campo de visão, mas dentro do campo luminoso da minha tocha. Só não queria que alguém se cruzasse no meu caminho, ou correria perigo de ser confundido com um animal selvagem. Lá estava eu, como nos velhos tempos, nas velhas florestas do distrito 5 a caçar para alimentar a grande família que tinha. A minha espada parecia um pouco mais pesada... talvez por estar demasiado preocupado com a tocha.

_________________
Percy Lovegood
Administrador do Fórum
avatar
Percy Lovegood
Admin

Mensagens : 116
Localização : Distrito 5

PANEM - Boletim
Nível:
1/5  (1/5)
Estratégia:
19/1000  (19/1000)
Conhecimento:
20/1000  (20/1000)

Ver perfil do usuário http://thehungergamespt.foruns.com.pt

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Floresta (1)

Mensagem  Rupert Pevensie em Qua Jun 27, 2012 3:03 pm

Era de noite no districto 5, mas como o nosso districto era o productor de energia não se notava muito a escuridão mas sendo que iamos nos iamos distanciar do districto e iamos para a floresta a escuridão iria surgir.
Dirigime para a clareira do Districto com Nami uma amiga de longa data. Por enquanto ainda amiga, mas um dia irá ser ainda mais, estávamos na clareira eu o Percy Lovegood, eu e a Nami, cada um num ponto diferente da clareira,estávamos à espera do Presidente do nosso districto para nos dar os utensílios necessários, o que o nosso presidente nos entregou foi uma tocha para nós iluminarmos o caminho e nós tinhamos que levar as nossas armas, eu levára a minha espada de cobre e Nami e Percy as suas armas.
-Bem meus senhores que a Caçada comece - anunciou o Presidente
Saimos a correr da clareira do districto e dirigimonos para a densa e grande floresta.
Não havia trilhos completamente formados, mas algo que era bom, era algo que nos dava vantagem sobre os animais.
Comecei a correr e arquitectei um plano andar silenciosamente (como toda a gente), tentar fazer o minimo de barulho póssivel.
Andei vários quilómetros, durante as 3 primeiras horas não consegui encontrar nada mas sempre tive o cuidado de ir deixando um rasto de buracos que ia escavando com a mão e alguns golpes nas árvores para não me perder.
Andei mais uns quilómetros e foi então que senti um animal a mover-se e foi então que eu me escondi num arbusto, tinha que ter o maior cuidado póssivel para o animal não me ouvir, era um pequeno esquilo, mas já dava para qualquer coisa, era bom foi então que eu me esgueirei por de trás do pequeno bixo e o tentei apanhar o animal fugiu, mas eu com a minha pontaria atirei a minha espada que acertou em cheio no pequeno cranio do bixo.
1 já estava mas ainda podia levar mais 2 de pequeno médio porte, para as primeiras horas de caça estáva a correr bem, mas seria que iria contínuar assim.
avatar
Rupert Pevensie

Mensagens : 19
Localização : District 5

PANEM - Boletim
Nível:
1/5  (1/5)
Estratégia:
17/1000  (17/1000)
Conhecimento:
15/1000  (15/1000)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Floresta (1)

Mensagem  Percy Lovegood em Qua Jun 27, 2012 3:45 pm

- Bolas! Estúpidos morcegos!
Um bando de morcegos havia saído da copa de uma árvore e quase me apagavam a tocha quando passaram por mim. De repente, ouvi umas folhas caídas no chão a mexerem-se. Espetei a tocha na terra e ergui a espada, tentando descobrir a origem do som. Mais um som, mas mais longe. Agora sabia a direcção do som, segui-a levemente. Mais um barulho e, numa fracção de segundo, atirei a espada. Ao aproximar-me com a tocha, deparei-me com a minha espada trespassada pela "barriga" de um coelho selvagem. Conseguia ver o medo nos seus olhos. Ele ainda esperneava. Tirei a espada, amarrei as patas traseiras na minha corda fazendo da mesma um "cinto de caçador". Este ia directo para o talho! Ouvi uns barulhos mais volumosos e indiscretos, de certeza que era um dos meus "colegas", decidi seguir uma direcção contrária estando sempre atento ao caminho de volta para a clareira. A última coisa que queria era perder-me naquela floresta, no entanto a minha orientação na floresta nunca me deixou mal. Mais uma vez, os meus reflexos rápidos (velocidade é uma das minha habilidades) haviam dado frutos.

_________________
Percy Lovegood
Administrador do Fórum
avatar
Percy Lovegood
Admin

Mensagens : 116
Localização : Distrito 5

PANEM - Boletim
Nível:
1/5  (1/5)
Estratégia:
19/1000  (19/1000)
Conhecimento:
20/1000  (20/1000)

Ver perfil do usuário http://thehungergamespt.foruns.com.pt

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Floresta (1)

Mensagem  Yuno Gasai em Qua Jun 27, 2012 4:16 pm

"Eu tenho de sair dai com alguma coisa" pensava eu, enquanto me dirigia para a vedação. Se não conseguisse nada a mamã ia-me castigar. E eu não queria isso. Ao entrar na floresra, tive o cuidado de ir deixando pequenas marcas nas árvores, para que as pudesse reconhecer no caminho de volta.

Nas primeiras horas, as coisas não correram muito bem, não encontrei nada. Porém a uma certa avistei um coelho não muito longe de mim. Ainda não tinha dado pela minha presença, por isso consegui esconder-me atás do tronco de uma árvore. Porque é que o tinha de matar? Era tão querido! Mas se eu não trouxesse nada a mamã ia-se chatear.

Tirei o meu machado e fiquei durante algum tempo a apontar para o animal. Essa uma boa vantagem dos machados: tanto serviam como projéctil como para serem usados nas mãos. Atirei o machado que acertou na cabeça dele, e ficou lá preso. Tirando o machado do crânio disse:

- Peço desculpa amiguinho
avatar
Yuno Gasai

Mensagens : 6

PANEM - Boletim
Nível:
1/5  (1/5)
Estratégia:
15/1000  (15/1000)
Conhecimento:
15/1000  (15/1000)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Floresta (1)

Mensagem  Nami Dabila em Qua Jun 27, 2012 5:54 pm

Tinha ido com o meu amigo Rupert Pevensie e com o Percy Lovegood para o local de partida onde entraríamos na floresta. Tinha levado a minha Espada de Prata, podia fazer jeito. Quando la chegamos fizemos uma breve despedida e cada um foi para a sua zona. Quando deu o "toque" para entramos, entramos. Alguns ião a correr, outros a andar rápidos mas eu simplesmente andei, por volta de 5horas sempre em frente de vez enquando apanhava uma espécie de trilho, a noite era escura e sombria. Durante o caminho vi ou pendei ver vários animais como esquilos, morcegos, mochos, rãs, lebres, etc, muitas das vezes tentem apanha-los mas meus olhos ainda não se tinham habituado a escoriam da noite da floresta.

Ao fim de 5horas a andar encostei-me a uma árvore para ver o que me rodiava, já via muito melhor que algumas horas atrás. Foi ai que vi um veado bebe o que significava que a mãe não estaria longe, comecei a procura dela foi quando a vi pendurada uma corda e alguém vindo dali disse:

- Estas prezas são minhas! Vai-te em borra.
- Não sei quem és mas podias ter mais bons modos! - disse indo por outro caminho.

Tinha a sensação que o idiota ainda me segui alguns metros ate voltar para trás. Andei mais um pouco e pareceu-me ver uma toca, quando me aproximei uma lebre que estava ali perto começou a fugir.

"Tenho que começar a ter ideias! É que assim não vou a lado nenhum!" sentei-me numa pedra " Bem temos montes de tipos de animais! Montes de hipóteses! Cavar com as mãos duraria muitos anos! Não tenho corda! Apontaria não é comigo! Não gosto de matar animais! Mas tenho de o fazer! Tenho de encontrar uma zona onde não aja idiotas e tenha "carne"! Bem é melhor começar por ai!"

Ainda mais um pouco e vi algo a passar, não liguei muito por queria dizer que não o ia apanhar, mesmo assim foi para a direcção onde este corria. Passado mais um pouco vi um veado bebe. "Devo estar na zona deles!" Escondi-me numa árvore e agarrei na espada fazendo o mínimo da barulho. Lentamente comecei a andar para o lado, o meu instinto disse para olha para atrás quando o bebe veado começou a fugir. "Sempre ouvi dizer que casar um veado não era fácil! Mas eu preferia a mãe!" Estava atrás de mim um veado macho e com cara de muitos poucos amigos.

Spoiler:



O veado começou a correr apontado-me os chifres, atirei-me para o lado, este acertou com os chifres na árvore. Dei um passo para atrás e agarrei na arma, ele virose para mim e começou a atacar, retirando-me a arma das mãos. Em cada ataque que fazia desviava-me e tentava-me aproximar da arma. Faltavam alguns metros quando ele vinha atrás de mim, desviei-me mais uma vez mas desta vez dei-lhe um pontapé no pescoço, fazendo ficar um pouco atordoado. Agarrei a espada aproveitando o tempo que o animal levou a "compor-se". Respirei fundo tinha que lhe dar um golpe definitivo com a espada agora.

O animal veio até a mim, me desviei dele para o lado direito e espetei-lhe a espada por cima no pescoço, mas o anila com as patas de atrás ainda ma acertou numa das pernas. O animal "deitou-se" espermiando durante algum tempo, nesse tempo encostei-me a uma árvore, sentada com a dor na perna e olhando o anima disse:

- Deste luta... Desculpa.
avatar
Nami Dabila

Mensagens : 20
Localização : Distrito 5

PANEM - Boletim
Nível:
1/5  (1/5)
Estratégia:
22/1000  (22/1000)
Conhecimento:
21/1000  (21/1000)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Floresta (1)

Mensagem  Percy Lovegood em Qua Jun 27, 2012 7:16 pm

Já haviam passado 6 horas desde a minha última presa. Agora começava a ficar com remorsos por ter morto um coelho tão inofensivo. Tinha de caçar mais 3 animais de pequeno/médio porte, mantinha o coelho; era o suficiente para nos alimentar durante uma semana, juntamente com o que já havia acumulado e, felizmente, os salários dos meus pais estavam a rentabilizar graças às horas extraordinárias.
Enquanto absorto nestes pensamentos, reparei que a minha tocha não duraria muito mais... e nesse mesmo instante ouvi um bando de aves a pousar. De qualquer maneira, sabia que não eram pássaros vulgares, pois estes pousaram no chão e não nos galhos. Quando me aproximei sentia-me como se tivesse ganho o euromilhões! Era um bando de perdizes, quase tão grandes como as galinhas. Sabia que se matasse uma as outras fugiriam e a minha pontaria era só produto de treino real durante 5 anos. Já era bom, mas não o suficiente para matar duas perdizes ao mesmo tempo. Portanto, para aumentar a minha probabilidade de caça, esperei que o bando se juntasse mais. Enquanto esperava, tive a ideia maluca que a única maneira era atirando a espada. Então, peguei também numa pedra (8cm de diâmetro); atiraria a pedra juntamente com a espada, assim alguma das perdizes poderia ficar atordoada.
O bando havia, finalmente, se juntado. Preparei a minha espada e pedra para o arremesso e, sem hesitar, atirei-as. Fechei os olhos e cruzei os dedos, já estava a ficar cansado, só me apetecia voltar. De repente, ouso alguns bater de asas e quando me aproximo do local da matança, reparei que tinha morto uma perdiz com a espada e outra estava a espernear devido à pedra. Havia outra que também tinha sido apanhada pela espada, mas era mais pequena. Amarrei as maiores ao meu "cinto de caçador" improvisado e segui caminho para a clareira. O coelho afinal não ia para o talho, mas sim para casa. As perdizes iam para a venda no mercado negro. Conseguiria uma boa recompensa para a noite que foi. O fogo da tocha já começava a fraquejar, mas achava que seria o suficiente para chegar à clareira. Sabia ainda muito bem o caminho de volta.

_________________
Percy Lovegood
Administrador do Fórum
avatar
Percy Lovegood
Admin

Mensagens : 116
Localização : Distrito 5

PANEM - Boletim
Nível:
1/5  (1/5)
Estratégia:
19/1000  (19/1000)
Conhecimento:
20/1000  (20/1000)

Ver perfil do usuário http://thehungergamespt.foruns.com.pt

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Floresta (1)

Mensagem  Nami Dabila em Qua Jun 27, 2012 9:01 pm

Depois de algum tempo sentada, apoie-me na árvore para me levantar. A minha perna estava dolorida mas conseguia andar, não se se conseguia era levar o veado. Foi ate ele e confirmei se estava morto e estava.

"Alem de grande! Tinhas que também ser pesado? Como te vou lavar? Bem são mais de 5 horas a andar com uma perna não la muito potente. Por causa de um veado que não podia morrer sem deixar a sua marca. E que ainda por cima doí! Bem a culpa não e só tua! Eu ia atacar o teu filho, se fosse a mim agiria como tu ou pior." Suspirei e disse:

- Vamos la a isto!

Comecei a tentar arrastar o animal mas era bem difícil, domarei 2 horas a fazer 1 hora a pé sem o animal. "Se isto continuar assim vou demorar 8h para chegar! Isso e demasiado tempo." Continuei a puxar com bastante esforço e de vez em quando me queixava da perna. Passado algumas horas sentia ser perseguida, por isso comecei a fazer tudo para não dar a entender que estava magoada, em pouco tempo alguém apareceu a dizer:

- Olha olha o que nos temos aqui!
- Não sei do que falas! - disse largando o Veado e olhando para ele.

Era um rapaz que tinhas secar de 1,70m, de muito boa forma, olhos cinzentos, cabelo loiro e por muito giro que fosse não me inspirava confiança nenhuma. Ele disse:

- Bem obrigada!
- Obrigada! porque?
- Por me teres casado tão boa preza.
- Desculpa?
- Eu sei que ma vais dar! Se não for a bem, será a mal! - Disse ele rindo.
- Tu vais me tirar a animal? A serio? Achas mesmo que vais conseguir? - perguntei sem expressão.
- Achas que não consigo? - disse ele um pouco enervado.
- Como alguém tão pequeno e insignificante como tu ia conseguir? - disse com um pequeno riso frio.
- PEQUENO E INSIGNIFICANTE!!!! - gritou ele ainda mais enervado - Porque algum como to diria isso?
- Alguém como eu tem a honra suficiente para saber que nunca se deve roubar coisas dos outros!
- TU PEQUENINA! - ele disse agarrando no machado e vindo na minha direcção.
- Pequenina? Até acho-as grandes de mais! - disse agarrando os meus peitos
- TU! - ele me ataco e eu desviei cara o lado direito.

Ele colocou o peso no pé direito para virar o golpe dele na minha direcção, eu me abaixei e por segundos que não me acertou. Aproveitei que estava abaixada para o deitar ao chão com a perna não dorida e colocando os meu peso nos braços, mas ele só se desequilibro não caio, dava para ver que tinha força pois se tivesse sido outro calque teria caído. Aproveitei o seu desequilíbrio para me afastar e retirar a minha arma da proteção. Quando ele a viu rio e disse:

- Meninas como tu não deviam utilizar coisas assim tão afiadas!
- Sabes que a facas de cozinha que são mais afiadas que as nossas almas juntas? - perguntei olhando para ele - Espera tu não sabias! Ou claro que não sabias... não sabia que avia pessoas assim tão... tão... BURRAS!
- O que me chamaste?
- Alem de burras, surdas, idiotas e ladras - Disse fazendo uma contagem com os dedos - 4 coisas que dão mesmo com o teu estilo!

Ele vaio novamente a minha direcção e me atacou mas desta vês me defendi com a espada e disse:

- Sabes deverias saber prender melhor esse teu medo!
- Qual medo?
- O medo de perder contra uma miúda - disse rindo.

Começou-se e ouvir a minha espada a golpear contra o machado, tinha quase sempre o meu peso do corpo na perda que não estava magoada. "Tenho achar uma maneira de o por inconsciente! Antes que ele note a perna." Comecei a prestar um pouco mais atenção ao que me rodeava e vi uma pequena oportunidade. Comecei a ataca-lo levando-o para onde eu o queria, quando la chegou ele desequilibrou-se numa rais de uma árvore e com um pouco mais de força o fiz cair. Dei-lhe um pontapé na mão dele para que este largasse a arma e a tirei para longe. Coloque a minha espada no seu pescoço e disse:

- Para a menina que não sabia com usar uma espada! Acho que se safou demasiado bem. - disse com um olhar gelado. - Agora onde queres ser morto? Coração ou pescoço?
- Não podes fazer isso! - gritou ele em frustração
- Poder posso - disse com um riso maléfico - não devo mas é! Mas poder posso.
- Não o faças!!!

De-lhe um pontapé enquanto dizia:
- Só podes responder a minha pergunta!
- Não me mates!!! Eu dou te o coelho tudo o que queres! Mas não me mates - implorou ele a chorar.

Voltei a dar outro pontapé:
- Chiuu! Menino da mama! - olhei para o coelho era bom para o jantar - Responde a minha pergunta e faz-te homem.

Ele choramingo mais um pouco e ao fim respondeu:
- Coração.
- Boa escolha - disse rindo
- Faz isso rápido - disse ele fechando os olhos.
- Claro como desejar minha donzela indefesa. - Dei-lhe mais um pontapé e quando ele abriu os olhos para me ver e reclamar, dei-lha um morro no nariz partindo-lhe.

Ele levou as mãos ao nariz gritando de dor. Eu disse enquanto ia buscar o machado:

- Vai-te em borra! Toma.
- Porque me devolver isto?
- Porque não sou como tu! - disse friamente - Se voltares, sabes que não vai haver terceira vez.

Ele foi-se em borra virei-me para o veado e disse:
- Estamos só nos dois outra ves! Sabes mesmo depois de morto estas a dar muito trabalho.

"vamos ao trabalho! Temos um longo caminho pela frente!"

Agarrei o veado e foi andando. Passado muito tempo cheguei e disse:

- Isto foi fácil! Mas não quero voltar a fazê-lo tão depressa.


Última edição por Nami Dabila em Qua Jun 27, 2012 11:22 pm, editado 3 vez(es)
avatar
Nami Dabila

Mensagens : 20
Localização : Distrito 5

PANEM - Boletim
Nível:
1/5  (1/5)
Estratégia:
22/1000  (22/1000)
Conhecimento:
21/1000  (21/1000)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Floresta (1)

Mensagem  Rupert Pevensie em Qua Jun 27, 2012 9:52 pm

Já tinha um esquilo, mas já o tinha caçado à algum tempo, meti-o no meu cinto de caçador improvisado com a corda, já tinha um esquilo iria ser vom para vender, mas também tinha que arranjar comida para levar para casa, talvez um coelho selvagem.
Já estou a imaginar o meu irmão
''Mano o que trouxeste para comer ?''.
Eu tinha que levar algo não o iria desapontar, eu sei que estou com ele sempre à bulha, mas ele era a pessoa de quem eu tinha mais medo de desanpontar.
Andei mais alguns quilómetros e foi então que ouvi algo a mover-se, era um coelho mas um coelho dos grandes e tinha lá a sua familia mais um coelho do mesmo tamanho daquele que eu tinha avistado, e mais um pequeno, bem iria ficar com o coelho maior e mais pesado para levar para casa e já tinha os 3 animais que era permitidos e um para levar para casa, sendo que só era premitido levar 3 animais iria ter que me descartar do mais insignificante, e o mais magro, o esquilo ele era grande mas maior era o coelho mais novo que eu tinha encontrado.
Meti-me em posição, sendo que os 3 estavam em fila e a minha espada era grande que chegasse para que se eu a atira-se iria tresapassar a cabeça dos 3 pobres animais, tal como eu tivera feito ao pequeno esquilo que eu iria abandonar.
Atirei a espada e tal como tivera calculado trespassou a cabeça dos 3 pobres animais.
Peguei e atei-os ao meu cinto improvisado.
O fogo estáva a estinguir-se e eu ainda tinha que voltar para a clareira, só de saber que poderia alimentar a minha familia por 1 semana ia ser de mais.
Comecei a dirigir-me para a clareira do meu districto, foram quase 6 horas para chegar á clareira sendo que levava a caça, que não era muito pesada, e também que tive de procurar os meus rastos, coisa que ainda levou 30 minutos.
avatar
Rupert Pevensie

Mensagens : 19
Localização : District 5

PANEM - Boletim
Nível:
1/5  (1/5)
Estratégia:
17/1000  (17/1000)
Conhecimento:
15/1000  (15/1000)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Floresta (1)

Mensagem  Percy Lovegood em Qui Jun 28, 2012 8:27 pm

RESULTADOS:

Nome - Estratégia | Conhecimento | Dobrões

Percy Lovegood - 6 | 5 | 6
Rupert Pevensie - 7 | 5 | 6
Yuno Gasai - 5 | 5 | 6
Nami Dabila - 8 | 6 | 6

Muitos parabéns a Nami Dabila! Smile

_________________
Percy Lovegood
Administrador do Fórum
avatar
Percy Lovegood
Admin

Mensagens : 116
Localização : Distrito 5

PANEM - Boletim
Nível:
1/5  (1/5)
Estratégia:
19/1000  (19/1000)
Conhecimento:
20/1000  (20/1000)

Ver perfil do usuário http://thehungergamespt.foruns.com.pt

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Floresta (1)

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum